[ edit article]

Automação como Forma de Investimento - ROI

Automação como Forma de Investimento - ROI

Antes de escrever sobre como escolher um software ou contratar um desenvolvedor, é importante escrever porque fazer uma automação através de software. E a resposta quase sempre é:

"porque é um dos melhores investimentos que existem".

 

Calculando o ROI - Return On Investment

Para calcularmos o retorno sobre investimento (ROI) precisamos descobrir:

  1. O valor de R: retorno, que é o aumento de receita ou a diminuição do custo atual para executar a mesma função.
  2. O valor de I: investimento, que é o valor necessário para automatizar o processo.

O ROI é obtido com a formula ROI = (R - I) / I.

Seria simples se conseguíssemos estes números facilmente. Mas nem sempre é simples conseguirmos os números.

Encontrando o Valor do Investimento (Custo do Software).

Encontrar o custo de um software de prateleira, aquele que você conhece o quanto pode lhe ser útil e que vários conhecidos seus utilizam é simples. Mas infelizmente não é simples quando o software precisa ser desenvolvido ou então é complexo e cheio de detalhes que fica quase impossível de comparar com seus similares. Não vou escrever sobre o que é simples, vou me concentrar em escrever sobre a escolha de softwares complexos, de prateleira, como os ERPs e também no desenvolvimento de software através da contratação de um desenvolvedor ou uma empresa de desenvolvimento. Escrevi um tutorial sobre a escolha de softwares complexos tomando como exemplo o caso de um sistema ERP, ele pode ser acessado pelo link: Tutorial

Encontrando qual será a Retorno

O cálculo de ROI exige que estime qual será o valor absoluto do retorno obtido por consequência do investimento. Mas como fazer isso? Como posso estimar o retorno apenas com a implantação ou a troca de um sistema? Intuitivamente sabemos que haverá benefícios com a automação dos processos mas como saberei o quanto isso vale? Se tentar calcular o valor do retorno diretamente, apenas estimando o quanto vai vender a mais é bem provável que não consiga encontrar um número realista.

Mas existe outra forma de analisarmos os números, se soubermos o quanto podemos economizar com a automação, este número poderá ser usado como valor de retorno. Sendo assim, seguem algumas sugestões de cálculo:

Economia na Folha de Pagamento

Valor supor uma empresa cuja folha de pagamento custe R$ 500k (quinhentos mil reais) por mês. A automação de um processo comercial, por exemplo, vai melhorar a produtividade dos vendedores em 20%, a produtividade de compras em  10%, a produtividade do estoque em 15%. Contando que não haverá melhoras na produtividade de outros departamentos, você estima que a melhoria gerá será de aproximadamente 8%. Se aplicarmos 8% sobre a folha de pagamento teremos um aumento de produtividade de aproximadamente R$ 40k todos os meses, enquanto a empresa existir.

Economia com a Diminuição de Erros

Outra forma de observar benefícios da automação é estimar a diminuição dos erros. Se um sistema de automação possibilitar uma diminuição de 5% nos pedidos emitidos errados em uma empresa que fatura R$ 1M por mês então teremos uma melhoria de R$ 50k. Multiplique este raciocínio por todos os tipos de erro que podem ser evitados ou minimizados pela automação então o valor pode subir muito.

Economia com o Aumento de Qualidade

Também podemos ser beneficiados através do ganho de mercado provocado pela melhoria no atendimento ao cliente. Suponha que, antes da automação, você levava 1 dia para conferir estoque e calcular o preço do produto ou serviço que seu cliente lhe pediu. Se a automação conseguir melhorar a ponto do estoque e o preço puder ser passado em tempo real, existirá uma grande chance de seu cliente sair muito mais satisfeito e comprar com você. Os casos que presenciei, a melhora média foi de 20% na receita já no segundo mês após a implantação.

Melhorias com Tarefas Que Não Eram Feitas

Se uma empresa tem pessoas para fazer o que um computador deveria estar fazendo, então estas mesmas pessoas podem estar deixando de fazer aquilo que o computador não consegue fazer. Cito alguns: pensamento estratégico, relacionamento com clientes, análise de informações, análise de mercado, busca de parceiros estratégicos, melhoria de processos, etc... apenas para citar alguns. E o pior é que são justamente as tarefas que os computadores não conseguem fazer é que são as mais nobres e que podem agregar mais valor para a empresa. Como são valores muito difíceis de serem estimados, não teremos como considera-los em um calculo de ROI. Então vamos considerar este efeito apenas como um bonus adicional da automação.

Conclusão

Depois que você obteve o custo e estimou o retorno, basta dividir um pelo outro para obter o ROI. Observe que, quase sempre, o benefício da automação ocorre todos os dias, ou seja é recorrente, e para sempre. Se tivermos, por exemplo, R$ 40k de retorno mensal e multiplicarmos por "para sempre" então o valor total de retorno é infinito.

Infelizmente as melhores soluções de automação tem custo mensal recorrente, usando este valor como divisor da expressão, obteremos o ROI da automação.

Mas se conseguirmos implantar uma automação que possua um valor fixo não recorrente teremos um ROI infinito. É o caso quando optamos por desenvolvimento próprio. Muitas Startups só são sucesso porque utilizam este princípio.

A única outra coisa que possui ROI infinito é o investimento em educação.

 

Startup Curitiba
Dalton Salvatti
Dalton Salvatti follow

Sou especialista em automação de processos empresariais. Para alcançar os objetivos de quem me contrata me especializei em construção de softwares que realmente funcionam e que sejam construídos com o menor custo possível.

Continue reading
Suitable for you